Sobre acessibilidade

Serviços

Início >> Artigos
08/04/2019 - 14:45

Buscar um modelo de equipamento para compor pequenas agroindústrias nas regiões produtoras de cacau no Pará será um dos objetivos da missão comercial paraense que segue nesta quarta-feira (10) para participar do Chocoltat São Paulo, de 12 a 14. O Pará terá dois estandes institucional e comercial, onde secretários e técnicos do governo, instituições não governamentais, empresários e produtores vão divulgar as potencialidades da cacauicultura paraense e negociar amêndoas, chocolate, jóias e subprodutos do cacau, além de conhecer as tendências do maior mercado consumidor do país.

 

A missão paraense terá uma programação preliminar a partir do dia 10, com visitas técnicas nas fábricas de chocolate paulistas e no dia 14, uma tarde inteira de palestras sobre as características do cacau e chocolate amazônicos. A missão também vai divulgar o VI Festival Internacional de Cacau e Chocolate da Amazônia, que vai acontecer em Belém de 19 a 22 de setembro.

 

A verticalização das cadeias produtivas e a integração de parcerias serão o norte das ações do Estado para desenvolver o Pará como um todo. No setor agropecuário o crescimento está ligado às agroindústrias de beneficiamento da produção e uma delas é a cadeia do cacau, onde o governo vai incentivar a criação de maquinário construído no próprio Estado para reduzir o custo dos produtores.

 

O secretário de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, Hugo Suenaga, informou que a intenção do governo é realizar feiras de cacau e chocolate nas regiões produtoras do Pará, começando por Altamira no Sudoeste paraense, região responsável por 80% da produção de cacau no Estado, que hoje é de quase 132 mil toneladas, a maior do país.

 

Na reunião, nesta segunda-feira (8) na Sedap, da comitiva que vai para o Chocolat São Paulo, o presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec), Lutfala Bitar, enfatizou a verticalização como alternativa para o Estado sair do extrativismo e tenha maior participação no Produto Interno Bruto (PIB) do país. O superintendente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Rubens Magno informou que vai fortalecer a capacitação nos diversos segmentos da economia e promover rodadas de negócios no Pará, para desenvolver o pequeno empreendedor.

 

As secretarias de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme) e Turismo (Setur), além do Instituto de Gemas e Jóias da Amazônia (Igama), também integram a missão comercial do Pará, no I Festival Internacional de Cacau e Chocolate de São Paulo.

 

Texto: Leni Sampaio - Sedap
Fotos: Mateus Costa - Sedap