Sobre acessibilidade

Serviços

Início >> Artigos
07/11/2022 - 09:30

 

Texto: Rosa Cardoso

Fotos: Divulgação

 

 

Com mais de 25 milhões de cabeças de gado (25.393,591 milhões), o Pará possui o terceiro maior rebanho do país e desde 2018 é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como "Estado livre da febre aftosa com vacinação". É no Pará também que fica localizado o município detentor do maior rebanho bovino do mundo, São Félix do Xingu, no sul do estado, com mais de 2 milhões de cabeças.

 

Pelo que representa para a pecuária nacional, o Estado tem atuado em conjunto com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para que a vacinação seja substituída com o aprimoramento dos mecanismos de vigilância e o fortalecimento do sistema de prevenção e detecção precoce da aftosa. 

 

As ações do plano estratégico 2017-2026, prevê a retirada da vacina no estado do Pará e os desafios para a vigilância sanitária do serviço veterinário oficial, estão na pauta do “V Fórum Estadual de Vigilância para a Febre Aftosa”, que será realizado na próxima segunda-feira, 07, pela equipe gestora do Plano Estratégico Estadual de Erradicação da Febre Aftosa (EGE-PA), formada por diversas instituições do setor público e privado.

 

O evento ocorrerá no auditório da Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (FAEPA), em Belém, no horário de 8h às 12h30 e terá a participação do diretor do Departamento de Saúde Animal do Ministério da Agricultura, Geraldo Marcos.“O Fórum irá mostrar os avanços e serviços de defesa sanitária da Adepará no combate à Febre Aftosa almejando o alcance de uma zona livre de febre aftosa sem vacinação. Teremos autoridades como o Dr. Geraldo Marcos, que nos mostrará o panorama nacional do plano estratégico que vem evoluindo em blocos de estados , do qual o Pará está inserido no Bloco 2 juntamente com Amapá, Amazonas e Roraima”, detalhou Graziela Oliveira, médica veterinária e gerente de defesa animal da Adepará.

 

O Fórum é promovido em parceria pela Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Pesca (Sedap), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater), Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (FAEPA), Conselho Regional de Medicina Veterinária do Pará (CRMV/PA) e Associação de Criadores do Pará (Acripará) e voltado a produtores rurais, médicos veterinários, estudantes de medicina veterinária, profissionais autônomos ligados ao setor pecuário, revendas agropecuárias, lideranças e empresários ligados à cadeia produtiva da pecuária.

 

Na abertura do evento, haverá o pronunciamento do presidente da FAEPA, Carlos Xavier, do Diretor  Geral da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará), Jamir Macedo, e do Superintendente Federal de Agricultura no Pará SFA/PA - MAPA, Jesus Sena.

 

Três palestras, uma mesa redonda e a apresentação do Plano Estadual de Comunicação do Programa de Vigilância para Febre Aftosa integram a programação, que será transmitida ao vivo pelo Youtube.

 

As inscrições podem ser feitas aqui

 

Assista pelo You Tube !

 

Qualidade - Em maio de 2018, o Pará deu um passo importante na garantia da qualidade da carne paraense e na eficácia da preservação da sanidade dos animais, quando o Estado recebeu o reconhecimento internacional de área 100% livre da febre aftosa, durante a programação da 86ª Assembleia Geral da OIE, em Paris, na França. A entrega ocorreu em conjunto com outros Estados brasileiros que também alcançaram a certificação, como Amapá, Amazonas e Roraima.

 

PNEFA - O Plano Estratégico do Programa Nacional de Febre Aftosa (PNEFA) objetiva criar e manter condições sustentáveis para garantir o status de país livre de aftosa e ampliar as zonas de status ‘livre da doença sem vacinação’. Para realizar a transição desses status sanitários, foram considerados critérios técnicos e estratégicos. A união de esforços públicos e privados, a infraestrutura dos serviços veterinários e os fundamentos técnicos são a base para a conquista. O objetivo agora é que o Brasil possa retirar a vacinação contra a febre aftosa de todos os estados brasileiros.

 

Programação “V Fórum Estadual de Vigilância para Febre Aftosa"

Abertura
8h - Pronunciamentos: 
Carlos Xavier (Presidente da Federação de Agricultura - FAEPA)

Jamir Macedo (Diretor Geral da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará - ADEPARÁ)

Jesus Sena (Superintendente Federal de Agricultura no Pará- SFA/PA / MAPA)

 

Palestras 

9h - “Panorama atual das ações de implantação do plano estratégico 2017-2026 no estado do Pará”. 
Por: Joylson Canto - Fiscal Estadual Agropecuário (Médico Veterinário) e Gerente do Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa (GPEEFA/ADEPARÁ)

9h40 - Apresentação do Plano Estadual de Comunicação do Programa de Vigilância para Febre Aftosa.  
Representante da Empresa BM 360

10h10 - “Zona Livre de Febre Aftosa Sem Vacinação: Desafios e Perspectivas” 
Dr. Márcio Petró da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia - IDARON/RO 

11h -“Situação da Febre Aftosa e os avanços do Plano Estratégico PNEFA no Brasil”
Dr. Geraldo Marcos MAPA/DF

11:50 - Mesa Redonda 
Mediador: Gastão Carvalho, Dr. Geraldo Marcos, Dr. Márcio Petró, Joylson Canto

 

Serviço:

“V Fórum Estadual de Vigilância para Febre Aftosa”
Dia: 07 de novembro de 2022
Horário:8h às 12h30
Local: Auditório da FAEPA
Trav Dr Moraes, Nº 21 - Edifício Palácio da Agricultura, 8º andar - Belém/PA

 

Inscrições no formulário online.