Sobre acessibilidade

Serviços

Início >> Artigos
08/10/2020 - 12:45

 

Texto: Rose Barbosa

Fotos: Mateus Costa

 

Representantes da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap) e do Banco do Estado do Pará (Banpará) se reuniram nesta quarta-feira (7) para formar uma parceria com a finalidade de encontrar soluções que superem os obstáculos que ainda dificultam o acesso do produtor ao crédito rural.

 

A atração de investimentos e acesso a créditos fazem parte do Plano Estratégico das Cadeias Produtivas consolidado pela Sedap. A promoção de melhoria de infraestrutura, créditos, incentivos fiscais para a efetiva produção e comercialização é um dos objetivos específicos do plano.

 

Essas ações só serão possíveis, como observou o titular da Sedap, Hugo Suenaga, com a realização de um trabalho conjunto com as instituições financiadoras para facilitar o acesso ao crédito.

 

“A proposta da Sedap é construir um programa de crédito específico no estado para atender a todas as culturas que necessitam de irrigação”. O secretário destacou que a ideia é juntar todos os órgãos do estado para que o Banpará crie um programa específico para esse fim.

 

O titular da Sedap já orientou a equipe responsável pelas ações do plano que faça um levantamento de quais e quantos produtores poderão se encaixar nesse benefício.

 

Jorge Antunes, diretor comercial de fomento do Banpará, disse que a reunião foi um primeiro passo para as ações integradas. “O governador tem direcionado no sentido que as secretarias e autarquias se articulem para que o estado consiga atingir o objetivo que é o desenvolvimento. Então, a gente precisa dessa parceria com os órgãos”, ressaltou.

 

Ele informou que um dos pilares do planejamento estratégico do Banpará é o financiamento rural. “Tanto para parte de agricultura quanto de pecuária. O banco já tem os produtos disponíveis, mas ainda estamos encontrando dificuldades de trazer produtores que estejam com as terras legalizadas, com as licenças em dia; esse é o objetivo da nossa parceria: conseguir superar os obstáculos e facilitar o acesso para o produtor”, ressaltou.