Sobre acessibilidade

Serviços

Início >> Artigos
13/12/2018 - 11:15

O Pará apesar de ser um Estado privilegiado em termos de regime hidrológico, a distribuição espacial de água é muito heterogenia entre seus municípios, dado a sua extensão continental. A falta de chuvas nas 12 Regiões de Integração do Estado, principalmente no Território do Xingu e do Arquipélago do Marajó, que sofre pela escassez de água durante seis meses de estiagem, acarreta grandes prejuízos para agropecuária com a perda das plantações, da criação do gado, de pequenos e médios animais, da produção da agricultura familiar e a redução dos produtos extrativistas vegetal.

O Programa visa a Implantação de sistemas coletivos de abastecimento de água para consumo humano (captação, adução, armazenamento e distribuição) - SCAs, nas Comunidades Rurais em municípios do Território do Xingu e do Arquipélogo do Marajó do Estado do Pará, no âmbito do Programa Nacional de Universalização do Acesso e Uso da Água – Água para Todos, em parceria com o Governo Federal via Ministério da Integração Nacional e o Governo do Estado do Pará através da Secretária de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca - SEDAP. O compromisso conjunto é para a implantação de 58 sistemas coletivos, beneficiando inicialmente 3.823 famílias rurais. Figurará como forma de contribuição do Plano Brasil Sem Miséria por meio do Programa Nacional de Universalização do Acesso e Uso da Água - “Água para Todos”; criado para atender o referido público, com a proposta de garantir a promoção do uso dos Recursos Hídricos, com a execução de um conjunto de medidas e da organização de mecanismos de gestão que viabilizem a subsistência da população e o desenvolvimento, por esta, de atividades de inserção produtiva a partir do acesso à Água, possibilitando-a alcançar a qualidade de vida e a dignidade humana para comunidades dos municípios que compõem o Território do Xingu e do Arquipélogo do Marajó.

No momento foi realizado todo o Trabalho técnico Social nos 16 municípios do Arquipélago do Marajó e dos 10 municípios que compõem o Xingu com a realização da seguintes ações:  Apresentação do Programa Água para Todos e papel do comitê; atribuições do Comitê Gestor Municipal; instalação do comitê Gestor municipal; indicação das comunidades beneficiárias; acompanhar o Programa antes, durante e depois da instalação dos SCAs; identificação e cadastramento dos beneficiários; no caso de identificação de famílias com perfil, mas ainda não cadastradas no CadÚnico é preciso garantir a inclusão das mesmas no Cadastro; instalação do comitê Gestor local/comunidade.

Foi realiza a licitação para Implantação dos primeiros 10 (dez) de sistemas coletivos de abastecimento de água para consumo humano (captação, adução, armazenamento e distribuição) assim descritos: Município de Soure ( comunidades Pedral, Céu e Caju-Uma; Município de Salvaterra (comunidade Jubím, Mãe de Deus e Boa Vista); Município de Cachoeira do Ararí (comunidades Umarizal e Camará) e Município Ponta de Pedra (comunidades Ipaucú e Humaitá).

Tags: