Sobre acessibilidade

Serviços

Início >> Artigos
23/03/2021 - 13:45

Texto: Camila Botelho/Ascom Sedap

Foto: cedida pela Regional de Santarém

 

A distribuição de alevinos é uma importante ferramenta para o desenvolvimento da piscicultura na região do Baixo Amazonas e Tapajós, pois apresenta-se como uma alternativa rentável para o incremento na fonte de renda para o produtor rural que baseia muitas das vezes sua única atividade econômica na agricultura e/ou na pesca, além de o “peixe” ser uma importante fonte de proteína para a dieta alimentar no dia a dia dos produtores, sendo assim a piscicultura aliada as boas práticas gera renda e segurança alimentar para as famílias.  

 

Mesmo com a pandemia do coronavírus presente, ano passado foram distribuídos 1,2 milhão de alevinos aos produtores. Os municípios beneficiados foram: Santarém, Mojuí, Altamira, Terra Santa, Belterra, Monte Alegre, Novo Progresso, Juruti, Rurópolis e Trairão. 

 

O Coordenador Regional da Sedap em Santarém, Alisson Castro, espera que a Uagro Santa Rosa possa contribuir de forma significativa para o desenvolvimento da Piscicultura regional com produção, melhoria de conhecimento técnico dos criadores, repasse de tecnologias e garantia no fornecimento de alevinos.  

Para Antônia Ribeiro, do Assentamento Tapera Velha, comunidade Água Azul, a Sedap tem grande importância. "Nos dão uma oportunidade para criar os nossos alevinos e aumentar a chance de ter uma alimentação saudável e mais garantia, para mim isso é fundamental e que isso continue sempre para que possamos ter dias melhores com as nossas famílias".

 

As espécies distribuídas foram: Tambaqui (Colossoma macropomum): 330.000 Alevinos e Tambatinga (Colossoma macropomum (fêmea) + Piaractus brachypomus (macho)): 105.000 Alevinos.