Sobre acessibilidade

Serviços

Início >> Artigos
31/05/2021 - 13:45

 

                                                                              

Os engenheiros de pesca Amanda e Átila ministraram o curso no município

 

Texto: Rose Barbosa

 

Fotos: Divulgação

 

O uso e a qualidade da água, a construção de viveiros escavados, piscicultura em tanque-rede, técnicas de manejo e conhecimento sobre legislação, foram alguns dos temas que fizeram parte do Curso de Piscicultura em Água Doce, ministrado pela Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), através da sua Coordenadoria de Aquicultura. O objetivo foi qualificar os produtores que já atuam no ramo e também orientar os interessados em trabalhar com a produção de peixe em cativeiro.

 

O curso ocorreu no período de 18 a 21 deste mês e contou com 25 integrantes. Os responsáveis pelo repasse do conteúdo, os engenheiros de pesca, Átila Brandão e Amanda Cordovil, informaram que além das aulas teóricas, os participantes visitaram um viveiro de várzea onde receberam noções básicas de cultivo de peixes em água doce.

 

De acordo com Brandão, o curso foi uma parceria entre a Sedap e a Prefeitura de Limoeiro do Ajuru, através da Secretaria Municipal de Pesca. "Nós atendemos uma solicitação da prefeitura que objetivou qualificar esses piscicultores para que eles aperfeiçoem o trabalho que já fazem no município”, afirmou. Ainda segundo o coordenador, a prefeitura objetiva fazer da piscicultura mais uma atividade de geração de renda no município.

 

                                                                                                     

 

 

 

A ida dos técnicos da Sedap foi o pontapé para orientar na organização da atividade e qualificar os produtores. Segundo Amanda Cordovil, foi importante que durante o curso também fosse apresentada informações básicas sobre piscicultura em geral, cuidados na hora de comprar os alevinos, técnicas de manejo, além de noções sobre legislação. “Dos participantes, 20%  já estão em atividade e os outros têm interesse. A prefeitura está buscando profissionais com qualidade técnica para orientar na atividade”, ressaltou.

 

As Prefeituras ou organizações sociais que têm interesse em demandar a realização de cursos na área, podem encaminhar a solicitação através do protocolo da secretaria.